vialgarve                   
vialgarve                                    João Nuno Neves
Navigation Map
e-mail vialgarve

webmaster JNN
Algarve Positivo

Na senda do movimento "Portugal Positivo" (com sítio na Internet em http://www.portugalpositivo.org/), que pretende contribuir para melhorar a auto-estima nacional, pensamos que a região Algarvia está igualmente necessitada desta poção mágica e que seria relevante a criação de um movimento Algarvio com idênticos propósitos.

Existe uma tendência nacional, e também regional, para vermos sempre o copo de água meio-vazio, em vez de meio-cheio. Os aspectos negativos são sempre valorizados. As ameaças são dilemas incontornáveis em vez de serem encaradas como oportunidades. A notícia não é o homem que trata bem a mulher e os filhos, mas sim o homem que espancou a mulher e mordeu nos filhos. Tudo vai correr sempre pelo pior, desde que não haja outro cenário ainda mais sombrio…

Outra característica nacional é a choraminguice. A vida corre sempre tão mal! E o pior de tudo é o facto de a vida ser injusta connosco: nunca somos culpados pelo mal que nos assola! Os culpados são sempre terceiros e o Governo, este último o ente salvador que, com um pouco de bonomia, deveria ajudar tudo e todos.

E agora vou ter que dar um bom par de exemplos, como qualquer articulista que se preze.

Quando as colheitas agrícolas são boas está tudo bem, ninguém levanta cabelo. Mas, se uma qualquer intempérie destrói a produção, os agricultores estão logo arruinados, não fizeram o seguro porque era caro e o Governo tem que ajudar.

As taxas de ocupação hoteleira são vistas como um indicador fundamental na análise da actividade turística na região. Qualquer diminuição na taxa em relação ao ano anterior é um sinal de que o sector turístico não vai bem e há logo uma série de situações que têm de ser repensadas e melhoradas (pelo Governo, claro!). Nunca assisti a uma análise sobre uma série de 15/20 anos sobre a taxa de ocupação para que se possa fazer uma análise histórica. E existem outros indicadores também importantes, quiçá mais importantes do que a taxa de ocupação, como seja o Resultado Líquido do Exercício de cada unidade hoteleira. Uma taxa de ocupação de 100% pode não ser rentável…

Ser optimista, ou positivo como o título indica, não só faz bem à saúde (li numa revista qualquer que os optimistas vivem mais anos…será?), como também faz as pessoas mais felizes, empenhadas e produtivas. Para não falar que apressa a retoma económica….que já está perto...

Um Algarve Positivo acredita nas suas potencialidades e tudo faz para tirar delas o melhor proveito.

Temos uma serra linda, com um ar puro inconfundível e rica em produtos tipicamente regionais (mel, medronho, cortiça, alfarroba, etc). O turismo rural em franca expansão e o desenvolvimento de novos produtos a partir de espécies oriundas da serra (cortiça e alfarroba, por exemplo).

Um litoral deslumbrante com a Ria Formosa e o sapal de Castro Marim como as principais estrelas. Sem esquecer a Costa Vicentina, uma longa fixa de praias de óptima qualidade e os Rios Guadiana e Arade.

Lindas e típicas cidades como Tavira, Lagos e Silves.

Poucas indústrias poluentes na região.

Infra-estruturas de excelente nível como a ligação a Lisboa por comboio pendular em três horas, a auto-estrada para Lisboa, a Via do Infante que nos transporta do Barlavento até Espanha e o Parque das Cidades em desenvolvimento e que já dispõe de um magnífico estádio de futebol e que disporá de um hospital central, centro de congressos e pista de atletismo. Podemos ainda referir o aeroporto internacional (o 2º melhor do País) e a Univ. Algarve bastante pujante e que deverá conseguir alcançar o sonho da Faculdade de Medicina em breve.

Tivemos o Euro-2004, evento que tem animado a região e contribuido para a sua divulgação em todo o Mundo. Faro vai ter um espectacular teatro novo e vai ser capital nacional da cultura em 2005.

Dispomos de equipamentos hoteleiros de grande qualidade, excelentes campos de golfe e animação nocturna com fantásticos bares e discotecas, o Zoomarine e o LagosZoo que são duas pedradas no charco em termos de animação da região, a Fábrica do Inglês e as Termas de Monchique.

Uma gastronomia soberba, litoral e serrana, onde se combinam os paladares do peixe, do marisco e da carne.

Somos uma região pacata, sem problemas de segurança, com uma taxa de desemprego regional (dados do INE) a diminuir desde há 6 meses, apesar de os desempregados inscritos no IEFP ainda estarem a aumentar ligeiramente.

Somando o que a natureza nos deu, com o que o Homem construiu, não temos razões de sobre para sermos positivos e encararmos o futuro com um sorriso nos lábios?

Vou finalizar com uma expressão, ligeiramente alterada, muito ouvida pelas crianças, dita pelos pais mais excitados: "Se choramingas, bato-te!".

Saudações Positivas,

João Nuno C. Arroja Neves
Economista
Jornal do Algarve 08.07.2004

Jornal do Algarve

Comente este artigo

Comentários por HaloScan.com
Tiago Torégão João Nuno Neves Pedro Miguel Ortet Jorge Lami Leal Jorge Moedas Carlos Baía Lara Ferreira Hugo Leonardo Nuno Silva Alexandra Paradinha Paula Rios Pedro Gonçalves Miguel Antunes José Leiria André Botelheiro André Ramos António Ramos Marco Rodrigues Outros