vialgarve                   
vialgarve                                    João Nuno Neves
Navigation Map
e-mail vialgarve

webmaster JNN
O Desafio da Qualificação

A nossa região tem de vencer o desafio da qualificação. O tempo urge. Até 2006 temos que aproveitar os fundos comunitários. Depois tudo será mais difícil.

As habilitações escolares dos nossos habitantes são bastante fracas. Segundo o Censos 2001 (INE) a taxa de analfabetismo era de 10,4% em 2001, contra 14,2% em 1991. Dez anos para melhorar 3,8 pontos percentuais (pp)!
Sobre o mesmo indicador refira-se que Alcoutim apresenta uma taxa de 29,4%, Aljezur 20,7%, Monchique 20,3% e Castro Marim 19,7%. Os Concelhos mais pobres da região apresentam os piores indicadores. Sinal que algo tem de ser feito em prol de um desenvolvimento mais equilibrado no Algarve.

Segundo o mesmo Censos, apenas 157.137 indivíduos têm o 9º ano de escolaridade ou mais, o que representa apenas 39,8% da população. E somente 39.452 atingiram um nível de ensino médio ou superior (10% da população residente). Muito pouco!

Ainda sobre o Censos de 2001, mas analisando a população empregada (180.395 indivíduos), verificamos que 93.930 não atingiram o 9º ano de escolaridade (52% do total dos empregados). A nossa mão-de-obra dispõe de fraca habilitação escolar, o que será sempre um entrave, quer à frequência de acções de formação profissional (falta de bases) para adquirir novas competências, quer a um bom desempenho das suas funções profissionais.

Voltemo-nos agora para os dados do desemprego registado no Algarve (IEFP), referentes ao final de Dezembro de 2003.
Dos 15.329 desempregados inscritos, 34,17% não dispunham do 6º ano de escolaridade. 54,7% não tinham alcançado o 9º ano de escolaridade. 6,3% dispunham de habilitação escolar de nível médio ou superior. A inserção no mercado de trabalho de indivíduos com fraca habilitação é sempre uma árdua tarefa.

Analisando os mesmos desempregados por idades, verificamos que 17,5% têm menos de 25 anos e 22,7% 50 e mais anos. Os restantes encontram-se no escalão intermédio (25 a 49 anos).

Cruzando idades e habilitações escolares, temos que 4,6% (701) dos desempregados são jovens (menos de 25 anos) com habilitação inferior ao 9º ano. Estes jovens necessitam urgentemente de adquirir mais escolaridade e/ou formação profissional com equivalência escolar, se não terão muita dificuldade em triunfar no mercado de trabalho.

Ainda nos "cruzamentos", deparamo-nos com 2.871 indivíduos (18,7% do total) com idade superior aos 50 anos e habilitações escolares inferiores ao 9º ano. Sendo certo que alguns destes indivíduos estão à beira da reforma, muitos haverá que pretendem continuar a sua actividade profissional, sendo limitados pela baixa escolaridade, a que se junta muitas vezes uma baixa qualificação profissional, e pela idade algo avançada segundo os critérios das entidades patronais.

Volto ao início. O Desafio da Qualificação!

Com estes dados, fiáveis e de acordo com o senso comum, a situação que se nos depara não é nada simpática.

Analfabetismo de 10% e fracas habilitações escolares da população residente.
População empregada também com fracas habilitações escolares.
Muitos desempregados jovens e com mais de 50 anos com fracas habilitações escolares.

Alguma coisa deve ser feita.

Todos temos que assentar que a educação é fundamental se queremos ser uma região desenvolvida.

Empresários, cidadãos, organismos da Administração Desconcentrada do Estado, decisores políticos, autarquias, sindicatos, todos temos que rumar para o mesmo lado.
Depois de 2006 existe uma coisa certa: a incerteza!

A aposta na educação e na formação profissional (preferencialmente acompanhada de equivalência escolar) são cruciais e têm que ter o apoio de todos!

Já agora, uma formaçãozinha em cidadania e civilização também seria uma excelente ideia para muitos….

Voltarei em 2012 para analisar a evolução verificada neste assunto, baseado no Censos 2011….

Até lá…..

João Nuno C. Arroja Neves
Economista
Jornal do Algarve 05.02.2004

Jornal do Algarve

Comente este artigo

Comentários por HaloScan.com
Tiago Torégão João Nuno Neves Pedro Miguel Ortet Jorge Lami Leal Jorge Moedas Carlos Baía Lara Ferreira Hugo Leonardo Nuno Silva Alexandra Paradinha Paula Rios Pedro Gonçalves Miguel Antunes José Leiria André Botelheiro André Ramos António Ramos Marco Rodrigues Outros